ESPERANÇAS NATALINAS

Brilha lá longe uma grande luz que se assemelha àquela que iluminou o caminho para os Reis Magos no dia do nascimento de Jesus, enquanto caminhavam até à estrebaria, onde o Menino nasceu.

Essa luz que brilha é o sinal de que o Natal está se aproximando.

Por que fugir à tradição? Nada de errado em dizer que o ano termina, que o Natal chega com novas esperanças de um final feliz.

Tudo já se abriu para as festividades natalinas. As vitrines ganham nova cor e diferença, luzes brilhantes piscam e repiscam alternadamente em cores e furta-cores, a corrida às compras já ganhou as ruas, mais uma vez o mesmo de sempre.

Qual é a novidade do momento de 2012?

Creio que o diferente é exatamente o fato de ser outro ano, subsequente àquele comemorado em semelhante tonalidade, mas com uma pincelada de verniz que só um grande pintor sabe dar.

Outro ponto ainda é que, depois de um ano vivido, nossos pensamentos e experiências já não são mais os mesmos, nossos casos e acasos vivem em outro tempo, uma outra realidade.

Dezembro chega e não há quem fuja à regra: todos preambulam o momento da chegada do Menino-Deus com perspectivas de renovação, de vida ampliada em direção à beleza da existência, de promessas relacionadas às ações, certezas e incertezas que carregam nossos momentos de contradições e faltas.

Dezembro traz em si o prefácio da gênese da nossa era que culmina com o nascimento em cumprimento a um projeto de Deus.

Nada é novo em tudo.Há dois mil anos Jesus nasceu e consecutivamente o fato se repete sempre novo para cada geração que também se renova aumentando mais e mais as esperanças de continuidade.

E nós comemoramos da mesma forma, com festas, luzes e presentes acreditando serem estes os meios eficazes de ganharmos felicidade. E enquanto nos preocupamos com o que temos de comprar, os deuses sopram para longe de nossos ouvidos o toque do sino que chama por nossa presença como um sinal de alerta em direção à descoberta da razão.

A publicidade não consegue vender felicidade conforme nos diz Frei Beto, então nos passa a ilusão de que felicidade é o resultado da soma de prazeres, naturalmente resultantes do quanto temos às mãos ou no cartão.

Mas, como já disse anteriormente, não podemos fugir à tradição. Natal deve ter mesa lauta com bacalhau, peru, bom champanhe e, para quem sobram algumas idéias e alguns vinténs, até um caviar vai bem.

Com cinco séculos já de Brasil, e com todo o aprendizado de todos nós, vamos copiando receitas, refazendo costumes, repassando idéias e nos provendo de bons desejos para que a tradição segure os pontos incomuns e deixe correr somente aquilo que não está na moda.

É dezembro! Bons fluidos ajudam a limpar o ar, lavar a terra e repor energias. Então, é bom que pensemos mais coisas boas do que ruins, para que, no momento mesmo de comemorar, os nossos olhos se admirem da beleza de sentir o abraço fraterno e ouvir ainda os sinos repicarem o exato momento de “ já é dia 25!”

Que todos nós tenhamos tempo suficiente para estar com o Menino que nasce e lhe causemos boas imagens na hora de dar boa noite.

Que todos nós possamos receber em nossas casas o sabor de sua visita e lhe ofereçamos um lugar para ficar.

Que todos nós saibamos lhe causar uma boa impressão no momento da ceia, repartindo com os presentes o pão que temos às mãos.

Que a força recebida nesta hora nos encha de graça suficiente para nos darmos as mãos e garantir uma passagem de amor e paz.

Assim será o Natal? Assim deverá acontecer ou a força da tradição ainda nos barra as possibilidades humanas, impedindo-nos de reparar danos?

Pensando e repensando formas fixas e idéias inacabadas vamos, a passos rápidos, caminhando para as proximidades marcadas, para o balanço do último mês do ano.

E neste embalo, todos corremos para um só rumo, certo ou não, caminhamos a favor do vento ou não, mas vamos reinventando a vida. Vida farta de fé, de amor, de luz, de razão, de ilusão, de fatos e de fotos. Tudo são marcas de uma vida que começa e tem de continuar através da própria vida que é tão bonita de se ver.

Natal é marca fixa e transitória, mas quando transita deixa raízes que criam novas marcas, por isso é para sempre, para todos nós, para cada geração vindoura.

Natal é o laço de Deus dado com o mundo que não se rompe, justamente porque Deus está presente.

Natal é força divina nas mãos do homem para que este se encontre em constante desejo de transformação.

Natal é hora de cantar parabéns a você para uma criança que já é homem, já é Deus, mas se mostra como O queremos ver.

É tradição, é verdade, é compensação ao homem, é força admirável que nos vem para fazer-nos mais humanos e mais cristãos.

Que em tudo que vamos viver neste mês de Dezembro e nas comemorações de Natal nos venha para alegrar-nos a casa, nos venha para trazer-nos mais amigos, nos venha para dignificar-nos como irmãos.

Feliz Natal a todos nós, machadenses, e que o nascimento do Menino-Deus nos traga sensações humanas fundamentadas nos ensinamentos de Deus..

 

(Olga Caixeta)

 

oscv@axtelecom.com.br

Vistas: 52

Comentario

¡Tienes que ser miembro de SOCIEDAD VENEZOLANA DE ARTE INTERNACIONAL para agregar comentarios!

Únete a SOCIEDAD VENEZOLANA DE ARTE INTERNACIONAL

RED DE INTELECTUALES, DEDICADOS A LA LITERATURA Y EL ARTE. DESDE VENEZUELA, FUENTE DE INTELECTUALES, ARTISTAS Y POETAS, PARA EL MUNDO

Fotos

  • Agregar fotos
  • Ver todos

TRADUCTOR

EnglishFrenchGermanSpain
ItalianDutchRussianPortuguese
JapaneseKoreanArabicChinese Simplified

Gracias por estar aquí, compartiendo en nuestro bello portal literario.

 

Insignia

Cargando…

BLOG Y FOROS DE LA DIRECTORA, SORGALIM

 

POEMAS

1

¡ERES UN ENCANTO!!

2

¿ADÓNDE FUE MI LUCERO?

3

A PAPÁ: NUMEN DE MI HISTORIA

4

A PAPÁ: NUMEN DE MI HISTORIA

5

A PROPÓSITO DEL DÍA DE LA MUJER...

6

ADORNARÉ MI ÁRBOL

7

ALBA POSTRERA

8

CABALGAS POR MI PIEL

9

CALZADAS. SONETOS EN VERSOS ALEJANDRINOS

10

CASCARILLAS CON PULPAS

11

CHANZA 2. DEL POEMARIO: GUASACACA Y CARCAJEO

12

COLORES DEL CAMINO ESPERANZADO

13

COMPLETA, PERO ABSURDA

14

DE CLARAS GOTAS CASCADA

15

EL BESO Y LA FALSÍA

16

EL DOLOR DE MÓNICA

17

EL HOMBRE SE REDIME

18

EL REGOCIJO DE LA PASIÓN CROMÁTICA

19

ENTRE LA BRUMA DE TUS SUEÑOS

20

ESA MÚSICA SUENA A CARICIA

21

FÁBULA DEL ZORRO Y EL LUCERO

22

FLOR DE TUNA

23

GUIRNALDAS

24

INFAUSTO PROYECTIL

25

LA ASIMETRÍA DEL ÁNGULO

26

LA CLAVE DE SOL POR LA PAZ

27

LA REDENCIÓN

28

LAS GOTAS

29

LLUÉVEME

30

ME DIJO SER JUAN TENORIO Y RESULTÓ MARICELA

31

MI VARÓN ES AGRACIADO

32

MIS METÁFORAS

33

NAPOLEÓN Y JOSEFINA

34

NECESITO

35

NERUDA, NO ESTÁS MUERTO

36

ORGASMO DEL AÑO NUEVO

37

PADRE, HOY EN TU DÍA, NECESITÉ APOYARME EN TU HOMBRO DE PAN DULCE

38

PADRE, HOY EN TU DÍA, NECESITÉ APOYARME EN TU HOMBRO DE PAN DULCE

39

PARA TODOS, MI PALABRA

40

POBRE ARTISTA

41

POEMA BEIGE - EJERCICIO DE ALITERACIÓN

42

QUIEN SE AFERRA

43

SE ACABAN MIS ENTREMESES

44

SE ACABARON MIS GANAS, SE ACABARON

45

SERENATA

46

SIENDO ALICIA LA ETERNA ENAMORADA

47

SOBRE EL OCÉANO QUE LA VIDA ESCONDE

48

SUEÑO QUE HALAGA

49

TE ANDO BUSCANDO

50

TU HORIZONTE Y MI ORQUÍDEA

51

UNA MUJER COMPLETA

52

UNO Y OTRO

53

VALLEJO SIGUE GRITANDO

 

PROSA

 

CUENTOS

1

GREGORIANUS

2

LA MAGIA DE BALTASAR

3

SOY PARTÍCULA QUE SUEÑA

 

ENSAYOS

1

MI FÓRMULA ECLÉCTICA DEL CONOCIMIENTO

 

PRÓLOGOS

1

CARMEN SÁNCHEZ CINTAS (SENDA), UN CAMINO VIVIENTE... 

2

MARCO GONZÁLEZ, EL POETA DE LA ADJETIVACIÓN ABUNDANTE Y APASIONADA 

 

NOTAS

1

¿TE PARECE QUE PEPE TIENE LA RAZÓN? ¿HAY QUE APOYARLO?

2

ACERCA DE LOS DONATIVOS MONETARIOS CON ESTE PORTAL

3

AL BORDE DEL ABISMO: ENTREVISTA REALIZADA A MARIO VARGAS LLOSA

4

COMISIÓN EVALUADORA DE TEXTOS Y OTRAS PARTICIPACIONES UHE - SVAI

5

COMUNICADO PÚBLICO

6

DESAHÓGATE: ¿QUÉ ES LO MÁS DECEPCIONANTE QUE TE HA CAUSADO UN AMIGO?

7

EXPO/INDIVIDUAL CULTURAL, EN HOMENAJE AL ARTISTA JUAN HERNÁNDEZ CHILIBERTI

8

FELIZ NAVIDAD - LOS AMAMOS

9

FOTOS - 3ª JORNADA DE PAZ Y 1er CONGRESO INTERNACIONAL DE LA UNIÒN HISPANOMUNDIAL DE ESCRITORES

10

HOMENAJE A MIGUEL DE CERVANTES SAAVEDRA

11

LA TRÁGICA EXPERIENCIA DE UN TURISTA URUGUAYO EN LA VENEZUELA “CHÉVERE”

12

LA VENEZOLANA GLADYS REVILLA PÉREZ CELEBRA SUS 50 AÑOS COMO ESCRITORA Y BAUTIZA SU LIBRO "CAMINO DE BOTALÓN"

13

LO MÁS RELEVANTE DE ESTA SEMANA (TOP) [Y DE CADA SEMANA]

14

LO QUE MÁS AÑORO EN ESTA ÉPOCA

15

LUIS PASTORI DICE ADIÓS A SU RESIDENCIA EN LA TIERRA

16

MENSAJE AL FINAL DE UN AÑO Y AL COMIENZO DE OTRO

17

MUCHO CUIDADO Y PRUDENCIA CUANDO QUERAMOS EJECUTAR NUESTRO "DERECHO A LA LIBERTAD DE EXPRESIÓN"

18

NUESTRAS PETICIONES PARA NAVIDAD  Y AÑO NUEVO

19

PRETENDEN CHANTAJEAR A LA ADMINISTRADORA DE ESTE PORTAL

20

SEGÚN LA RAE, LA CONSTITUCIÓN VENEZOLANA RECARGA EL LENGUAJE HACIÉNDOLO IMPRACTICABLE Y RIDÍCULO

21

SÍ, LLORO POR TI ARGENTINA Y POR TI VENEZUELA

PRIMER ENCUENTRO DE ESCRITORES EN EL ARCHIPIÉLAGO

22

UHE ACUERDA REESTRUCTURACIÓN Y CONCURSO DE CREDENCIALES

23

VARGAS LLOSA: GRACIAS A LA OPOSICIÓN, VENEZUELA NO SE HA CONVERTIDO EN UNA SEGUNDA CUBA

 

FORO DE LA DIRECTORA

1

Tema 1. Teoría del Significado SEMIOLOGÍA Y GRAMATOLOGÍA. De Jacques Derrida

2

Tema 2. Teoría del Significado SEMIÓTICA Y COMUNICACIÓN

3

Tema 3. Teoría del Significado FILOSOFÍA DEL LENGUAJE. De Javier Borge

4

Tema 4. Teoría del Significado EL DESARROLLO DE LOS CONCEPTOS CIENTÍFICOS EN LA INFANCIA

5

Tema 5. Teoría del Significado PSICOLOGÍA DEL LENGUAJE

6

7

Tema 6. Teoría del Significado - EL SIGNIFICADO PREVIO A LOS SIGNOS.

REGLAMENTO INTERNO DEL PORTAL SVAI

Google Analytics.
Emoji